terça-feira, 13 de setembro de 2011

Casa Pound, um Modelo

por Pascal Cornet


Nos feriados, alguns vão à praia. Outros, sentam-se ao lado da piscina em um hotel 4 estrelas. Eu escolhi viver 10 dias na Casa Pound, em Roma.

Roma é uma cidade antiga, bela, onde a história pode ser vista em cada esquina. Mas eu não estou aqui para falar sobre a cidade. Mas, sobre a Casa Pound. [1]

Este edifício de seis andares é o resultado da luta de quinze militantes romanos que escolheram fazer a política de uma forma diferente. Seu plano era simples: permitir que famílias romanas vivessem em apartamentos decentes pagando um aluguel justo. Então, eles tomaram uma série de edifícios. Perseguidos diversas vezes pela polícia, continuaram a ocupação e finalmente encontraram sucesso e a Casa Pound nasceu. Este prédio abriga escritórios, um espaço permanente para ativistas, uma sala de encontros, uma sala de conferências e mais de 15 famílias vivem decentemente no local.

No momento, eles estão tentando criar uma economia paralela. Também possuem no mesmo bairro: um pub (o Cutty Sark), uma livraria nacionalista e uma loja de roupas (a Badabing). Mas não param por aí – recentemente, alugaram um restaurante que serve pratos da culinária Romana com qualidade, por um bom preço. E, em outubro, abrirão uma petiscaria.

O que tirei da minha experiência, além de ter estado no próprio prédio, é a determinação das pessoas que conheci. Eles são exemplos de ativistas. Seja o barman do Cutty Sark, o cozinheiro e os funcionários do restaurante ou os vendedores da livraria e da loja, o cuidado que estes ativistas permanentes têm, 24/7, é tamanho e eles fazem isso incansavelmente e voluntariamente, sem sequer olharem para os relógios.

A Casa Pound também faz parte da cultura alternativa, com a banda ZetaZeroAlfa e uma rádio que funciona 24 horas diárias: a Rádio Bandiera Nera.

Um exemplo para todos.

Concluo me dirigindo a todos aqueles que dizem: “é inútil; de qualquer forma, é tarde demais; somos pequenos demais, não mudaremos muito”.

Olhem para eles! Eles acreditaram e estão aqui! Por que não nós? Vamos parar de reclamar e começar a agir! Que nos sacrifiquemos para que construamos um futuro juntos!
______

[1] O nome Casa Pound foi escolhido em honra a Ezra Weston Loomis Pound. Ele foi poeta, músico e um crítico Americano, que foi parte do movimento modernista do início dos anos 20 e é comumente ligado à “geração perdida”. Pound foi o líder de diversos movimentos literários e artísticos como o Imagismo e o Vorticismo. Em 1924, afetado pela “graça” de Mussolini, tornou-se um ardente propagandista do fascismo e partiu para viver na Itália. Durante a guerra, suas emissões na rádio Italiana conquistaram para ele o status de ser o Único criminoso de guerra americano. As autoridades do EUA, envergonhadas pelo seu caso, preferiram fingir que ele estava louco – enviando-o por doze anos a um sanatório do qual, após ter recebido alta, retornou prontamente à Itália.

Fonte: Nation.be

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.