terça-feira, 21 de junho de 2011

Crimepensar

"Como nós já vimos no caso da palavra livre, palavras que já portaram um significado herético foram às vezes retidas por conveniência, mas apenas com os significados indesejáveis purgados deles. Incontáveis outras palavras tais como honra, justiça, moralidade, internacionalismo, democracia, ciência, e religião simplesmente cessaram de existir. Algumas palavras cobriram-nas, e, ao fazerem isto, as aboliram. Todas as palavras que agrupavam-se ao redor dos conceitos de liberdade e igualdade, por exemplo, foram contidas na única palavra crimepensar, enquanto todas as palavras agrupando-se ao redor dos conceitos de objetividade e racionalismo foram contidas na única palavra velhopensar. Maior precisão teria sido perigoso. O que era necessário em um membro do Partido era uma perspectiva similar àquela do antigo hebreu que sabia, sem saber muito mais, que todas as nações que não a sua própria adoravam 'falsos deuses'. Ele não precisava saber que esses deuses eram chamados Baal, Osiris, Moloch, Ashtaroth, e similares: provavelmente quanto menos ele soubesse melhor para sua ortodoxia. Ele conhecia Jeová e os mandamentos de Jeová: ele sabia, portanto, que todos os deuses com outros nomes ou outros atributos eram falsos deuses."
(George Orwell, 1984)



Nenhum comentário:

Postar um comentário