quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Por uma nova Teoria Revolucionária

"Antes mesmo de pensar em definir qualquer coisa construtiva, essa crítica das falhas dos 'nacionais' é indispensável. Alguns, por falta de maturidade política, não serão capazes de compreender isso. Aqueles que aprenderam as lições a partir da própria experiência, por outro lado, reconhecerão sua necessidade. Revolução não é o ato de violência que às vezes acompanha a tomada do poder. Nem é uma simples mudança de instituições ou de um clã político. Revolução é menos sobre a tomada de poder do que seu uso para a construção de uma nova sociedade. Essa imensa tarefa não pode ser visualizada em meio ao pensamento e ação desordenadas. Ela demanda um vasto aparato de preparação e formação. O combate 'nacional' está preso nas velhas rotinas de meio século. Antes de tudo mais, uma nova teoria revolucionária deve ser desenvolvida."
(Dominique Venner)

Nenhum comentário:

Postar um comentário