quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Guerra

"A Guerra é inalienável ao homem. Dela não se evade, nem se evadirá. Existe desde que o mundo é mundo, e existirá. É um elemento de progresso. É absolutamente necessária!

Quando a mulher intervenha no governo do Estado, tu não crês que ela defenderá seus filhos contra a guerra, evitando que o arrebatem e destruam o que há de mais precioso em seu labor e sua vida? A educação dos filhos no ódio da guerra, os tornaria apenas covardes.

Os homens necessitam da guerra. Se você a crê um mal, é porque necessita do mal. Da batalha eterna contra o mal sai o triunfo do bem, diz São Francisco. A guerra é absolutamente necessária e inevitável. O homem a sente como um império intuitivo, atávico, e será no porvir o que foi no passado..."
(José Antonio Primo de Rivera)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.