segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Conservação do que é Enfermo

"Trabalhar com uma consciência tão radicalmente tranqüila na conservação de tudo que é enfermo e doente, quer dizer, trabalhar real e verdadeiramente no pioramento da raça européia...

Tais são os princípios que têm dominado até agora, com sua 'igualdade perante Deus', o destino da Europa, até que acabou formando-se uma espécie diminuída, quase ridícula, um animal de rebanho, um ser dócil, enfermiço, medíocre, o europeu de hoje".
(Friedrich Nietzsche)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.