domingo, 10 de outubro de 2010

Autoridade e Liberdade

"Toda a história social da humanidade é repleta de conflitos, tendo em sua base dois grandes princípios, cada um buscando por um lugar em detrimendo do outro: o Princípio da Autoridade e o Princípio da Liberdade. A autoridade tem objetivado se expandir em detrimento da liberdade, enquanto esta tem tentado limitar ao máximo o poder da autoridade. Esses dois, face a face, não poderiam não entrar em conflito. Orientar um movimento segundo um ou outro desses dois princípios significa continuar a linha histórica de agitação e conflitos sociais. Significa continuar de um lado a linha da tirania, opressão e injustiça, e do outro lado a linha de insurreição sanguinária e de conflitos permanentes.

Portanto, eu quero chamar a atenção de todos os legionários e principalmente dos mais novos, de que eles não devem desviar da linha do movimento por causa de um equívoco. Em muitos casos eu percebi que assim que um legionário recebia uma graduação ele se enrijecia em todo seu ser, em uma 'autoridade', rompendo com tudo que o ligava ao seus camaradas de até então, e se sentia compelido a 'impressionar' os outros pelo uso de sua autoridade.

O movimento legionário não é baseado exclusivamente nem no Princípio da Autoridade, nem no da Liberdade. Ele possui suas fundações enraizadas no Princípio do Amor. Nele, tanto a Autoridade quanto a Liberdade tem suas raízes.

O Amor é a paz entre os dois princípios: Autoridade e Liberdade. O Amor está no meio, entre eles, e acima deles, abraçando a ambos em tudo o que eles tem de melhor e removendo os conflitos entre eles."
(Corneliu Z. Codreanu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário